O celular anti-apps criado através de uma impressora 3D

O estúdio sérvio de arquitetura Alter Ego projetou um conceito de celular feito com uma impressora 3D. A interface é composta apenas por números e símbolos e não tem nenhum aplicativo para evitar que os usuário ajam como “zumbis” enquanto mexem no dispositivo.

É muito fácil ver nos dias de hoje crianças pequenas viciadas em celulares, na tela brilhante e nos joguinhos feitos especialmente para eles. Os mais crescidos não conseguem passar mais de uma hora sem checar o aparelho e os idosos não conseguem entender essa tecnologia. Por isso, o público alvo do projeto são, principalmente, crianças e idosos que precisam estar contatáveis em caso de emergências.

Com uma tela feita de e-ink – semelhante ao Kindle – o celular tem o tamanho de um cartão de crédito e não possui nenhuma palavra escrita para que possa ser usado por qualquer pessoa independente de seu idioma nativo. Ao invés disso, a interface é completa com símbolos universais e números para selecionar as funções e fazer chamadas.

O projeto serve para abordar a ideia de que as pessoas estão gastando mais tempo olhando para seus smartphones do que passando tempo com seus familiares e amigos. Alter Ego também quer propor uma alternativa para os tais “telefones inteligentes”.

“Estamos gastando, em média, mais de três horas por dia olhando para nossos celulares”, disse o estúdio. “A fim de ‘ser mais produtivo’ estamos tentando encaixar muita coisa no nosso dia a dia e smartphones ‘ajudam-nos’ com isso”.

“Na verdade, estamos perdendo o nosso foco e tornando nossa vida mais complicada”, acrescenta os arquitetos.

Muito mais simples que os Nokia e Siemens de anos atrás, o celular criado pelo estúdio tem um design mais compacto e minimalista. O telefone seria impresso em 3D, logo, mais barato de produzir.

Seguindo o princípio de ser universal e não possuir barreiras linguísticas, o nome e logotipo do telefone também são um símbolo. Ele pode ser interpretado como um círculo, um anel ou apenas uma letra “O” –  pronunciado em diferentes idiomas ou dialetos.

“A tecnologia é uma ferramenta muito poderosa, mas como nossas vidas se tornam cada vez mais complicada, é importante encontrar tempo para desligar e redescobrir as coisas simples” – Petter Neby.

Fonte: Dezeen

creativeDTLOGO2-e1416597059916

Equipe D&T

Compartilhe
Comentários