A arquitetura de uma cidade abandonada

Ordos, na Mongólia, é conhecida como a maior “cidade fantasma” da China. Fato este que despertou a curiosidade do fotógrafo Raphael Olivier em capturar as arquiteturas dessa cidade vazia e cheia de potencial.

Localizada em uma província rica em recursos naturais como carvão, gás, e metais raros, o governo local decidiu investir fortemente no desenvolvimento da cidade entre o final dos anos 90 e começo dos anos 20 para criar a nova cidade que viria a ser o orgulho do país com uma visão futurista de um centro cultural, econômico e político. No entanto, seguindo a tradição clássica chinesa de construir rápido e barato sem qualquer planejamento urbano ou visão a longo prazo, a cidade tornou-se rapidamente um espetacular fracasso. Os preços altíssimos das propriedades desencorajava compradores em potencial, por isso as únicas pessoas que realmente se mudaram para a cidade foram funcionários do governo local e migrantes trabalhadores que tinham vantagens graças a um “bônus”.

ordos5

Como resultado, a cidade é agora uma paisagem surreal de ruas vazias, monumentos em decomposição, edifícios abandonados e projetos habitacionais inacabados. É o símbolo do sonho chinês com todos os desafios e contradições, a visão de um futuro brilhante apanhado por uma realidade menos extravagante.

ordos1

ordos15

ordos14

ordos16

ordos13

ordos11

ordos12

ordos10

ordos9

ordos8

ordos6

ordos4

ordos3

ordos2

Fonte: Raphaelolivier

creativeDTLOGO2-e1416597059916Equipe D&T

Compartilhe
Comentários